16 de mar de 2016

Deadpool, o filme!

Está aí um filme que contei os dias para ir ver. E não sabe o quão feliz fiquei ao ir no cinema (mesmo indo sozinha). Mas posso dizer que "Deadpool" é o FILME. Sim, em maiúsculo, pois o filme é incrível com cenas engraçadas e lutas incríveis.

Não sei dizer bem, mas eu não conhecia a história do "Anti-Herói", só sabia que ele era um "cara mascarado" e doido. Sim, era esse o pensamento que eu "tinha" dele, mas ao ver o filme eu simplesmente noite o quão ele leva a vida, ou no seu caso, seus problemas de uma forma irônica.

Ao ser diagnosticado com "câncer" (cinco deles), ele tenta de alguma forma encontrar uma cura para viver com sua amada. O filme em si é bem para "adulto", rs. E a forma como é tratado as cenas, tanto de ações quanto o “romance” é tratado de forma irônica.
Não sei dizer bem, mas o filme deve ter tido um trabalho e tanto, pois as cenas combinam perfeitamente com a trilha sonora. Ao iniciar o filme nos vemos com uma trilha mais sentimental, mas a cena em questão é ação, algo irônico e muito “louco”.

Não posso contar muito sobre o filme, mas uma das coisas que me fizeram ir ver o filme é um “Spoiler” falso. Sim, eu fiquei o filme todo esperando o que poderia acontecer e não foi. O que me deixou muito feliz pois é algo que não esperava. Também no filme podemos saber mais sobre as habilidades do personagem em questão, sabemos que ele tem a cura rápida, e também pode fazer partes do seu corpo crescer (quando ele perde alguma parte do seu corpo). 

No filme conhecemos um pouco sobre a regra “Quarta parede”, no qual é uma “pode se comunicar com diretamente com o leitor". Eu não lembro de ter assistido qualquer filme com o mesmo estilo, mas nossa, ficou incrível com a atuação do “Ryan Reynolds”.
Entretanto conhecemos também no filme dois membros do “X-Men”, o "Colossus" e "Negasonic Teenage Warhead" (só para lembrar do nome já um problema). Além disso, descobrimos um pouco como é o Colossus (tão gentil e fofo), e como, é sátiro o próprio "Sr. Pool" é, não poderíamos deixar de destacar as cenas que ambos estão juntos. Basicamente é uma cena típica do "mocinho" e o "vilão" (que não é vilão), um quer “dar moral”, mas o outro não se preocupa em ouvir, apenas em agir, rs.

Bom, não vou falar mais sobre o filme, e sim deixar o trailer para atiçar a curiosidade:

xoxo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário